domingo, 30 de abril de 2017

Avaliação de Abril 17



Avaliação Final de Abril


Estou até com medo. Ganhei muito bem novamente da bolsa. Espero que isso não seja "compensado" depois. Não vou mexer na carteira apesar das altas. No próximo mês, ou em junho, vou fazer uma revisão na carteira.

Aportei 6.000 este mês. Tenho uns 13k pra comprar. Queria uma queda, mas isso tá difícil desde que começou a agenda das reformas. Acho que só vou voltar a comprar quando ocorrer algum rompimento. Chegar perto dos 61k ou romper os 69k, sei lá.

No mais... Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. ... 

Números do mês:

"Ibov" subiu 0,64%.

Tenho hoje - 148.634,95 (carteira) + 13.725,00 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 162.359,95. Total de R$ 130.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 31.859,95 a mais que o total aportado. Mês passado era 27.203,77 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 4.656,18. Alta de 2,95%. Num mês de alta de 0,64%... Desempenho ótimo novamente. No ano, estou batendo bem o "Ibov". Quase o dobro de rendimento.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 29.000,00 em renda fixa. 

Meu patrimônio total hoje é cerca de 190 mil reais. 

A bolsa "fechou" aos 65.403 pontos. Uns 16,6% a mais do que estava na minha estréia, mais de quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 16,6%, minha carteira, 24,41%. Fraco resultado já que a inflação acumulada é de 33,8%. E a poupança daria uns 34-37%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Ao menos já foi extremamente pior. 






A.

domingo, 2 de abril de 2017

Avaliação de Março 17



Avaliação Final de Março


Entendi nada, mas ganhei de 5% da bolsa. Ela caiu 2,5 e eu subi 2.5. Nunca tive um mês tão "destoante". Medo dos próximos.

Aportei 9.500 este mês. Parte do dinheiro ainda nem foi investida, mas já está no caixa da corretora. A bolsa não tem apresentado movimentos bruscos. Uma pena. Já teria aportado tudo se ela beijasse os 60k. 

No mais... Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. ... 

Números do mês:

"Ibov" caiu 2,52%.

Tenho hoje - 144.988,60 (carteira) + 6.715,17 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 151.703,77. Total de R$ 124.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 27.203,77 a mais que o total aportado. Mês passado era 23.370,34 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 3.833,44. Alta de 2,59%. Num mês de queda de 2,52%... Desempenho ótimo. No ano, estou batendo bem o "Ibov".

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 29.000,00 em renda fixa. 

Meu patrimônio total hoje é cerca de 181 mil reais. 

A bolsa "fechou" aos 64.984 pontos. Uns 15,45% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 15,45%, minha carteira, 21,85%. Fraco resultado já que a inflação acumulada é de 33,5%. E a poupança daria uns 33-36%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Ao menos já foi extremamente pior. 






A.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Avaliação de Fevereiro 17



Avaliação Final de Fevereiro


Estranhamente venci o Ibov em quase 1,5% este mês. Mesmo mantendo a tática de só comprar após baixas significativas. Ou seja, não aportei este mês e, pior, mantive parado o maior aporte da minha vida, os doze mil reais do início do ano. 

Tudo isso porque ainda estou na esperança de ver a bolsa beijando os 60 e poucos k.

Enfim, fiquei meio sentido da bolsa não ter dado uma boa queda pra eu ir às compras, mas como reclamar de um mês tão bom? Deixa quieto. Certamente vou manter a tática. Até pelo fator psicológico que mencionei na postagem anterior.

O mercado sequer se assustou com Lula liderando as pesquisas. Achei estranho.

Estou com uma grana alta este mês. Pra aportar. Será um aporte de dois meses juntos certamente. Logo, "gigantesco". O patrimônio total no momento - o que não me importa muito - finalmente chegou aos 172k. É torcer pra Bolsa não desandar.

Enfim, a bolsa subiu de novo este mês e, ao contrário do que esperava, não apenas não perdi como também ganhei bem. Vai entender. Obrigado BBAS3, EZTC3 e GRND3s da vida. Difícil vai ser todo mês ser assim.

No mais... Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. ... 

Números do mês:

"Ibov" subiu 3,08%.

Tenho hoje - 125.554,57 (carteira) + 12.815,77 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 138.370,34. Total de R$ 115.000,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 23.370,34 a mais que o total aportado. Mês passado era 17.446,31 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 5.924,03. Alta de 4,46%. Num mês de alta de 3,08%... Desempenho ótimo. No ano, estou empatado com o "Ibov".

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 34.000,00 em renda fixa. 

Meu patrimônio total hoje é cerca de 172 mil reais. Espero quase triplicá-lo nos próximos três anos. Vou confiar mais nos aportes que na bolsa...

A bolsa "fechou" aos 66.662 pontos. Uns 18,3% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 18,3%, minha carteira, 20,32%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 33,1%. E a poupança daria uns 32-35%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Ao menos já foi extremamente pior. 






A.

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Avaliação de Janeiro de 17



Avaliação Final de Janeiro


Perdi para o "Ibov" por 1,25% este mês. Sei o porquê. Foi principalmente devido à tática de só comprar após baixas significativas. Assim, o maior aporte da minha vida - doze mil reais no início do mês - ficou parado e vai continuar.

Quando vou comprar? Quando/se bater 60k. Além de tática, há um pouco de "psicológico" nisso. Talvez minha carteira perca por 1% nas altas, porém, como acompanha quase toda a alta, não fico "chateado" com a alta. E se cair? Terá um lado bom também, já que poderei usar os 12 mil para comprar ações mais baratas.

Enfim, fico meio que feliz por um motivo ou por outro. O lado negativo é/será tolerável.

No fundo, torço até pra beijar os 60k. Sei que a tendência é subir. O Brasil certamente estará melhor em 2020 do que agora.

Repetindo uma observação (pra ficar registrado pela última vez): Parei de postar aqui cada operação, pois toma muito tempo

Fevereiro deve ter um aporte também, lá pro fim do mês. Eles tendem a ser pro fim do mês a partir de agora. Deve ser a metade do que foi em janeiro, mas já é alguma coisa.

Se a bolsa tornar a subir em fevereiro, devo perder pro "Ibov" novamente. Porém, não posso dizer que ficarei triste com altas.

No mais...

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. ... Temo a crise política e as eleições 2018.

Números do mês:

"Ibov" subiu 7,38%.

Tenho hoje - 119.752,82 (carteira) + 12.713,49 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 132.446,31. Total de R$ 115.000,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 17.446,31 a mais que o total aportado. Mês passado era 9.816,36 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 7.629,95. Alta de 6,13%. Num mês de alta de 7,38%... Desempenho fraco.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.500,00 em renda fixa. Meu patrimônio total hoje é cerca de 159 mil reais. Espero triplicá-lo nos próximos três anos. Vou confiar mais nos aportes que na bolsa...

A bolsa "fechou" aos 64.671 pontos. Uns 15% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 15%, minha carteira, 15,19%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 32,7%. E a poupança daria uns 31-34%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Ao menos já foi extremamente pior. 






A.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Avaliação de Dezembro 16



Avaliação Final de Dezembro


Venci o "Ibov" por 1,8% este mês. Perdi nos três anteriores. Se não tivesse sido um mês de queda até comemoraria...

Fiz a prometida reformulação, de leve, na carteira. Parei de postar aqui cada operação, pois toma muito tempo

Resumidamente: vendi as "PRBC e CMIG". Comprei "EGIE" e outras ações. Além disso, coloquei várias em "quarentena". Estão na berlinda: "HGTX3", "KROT3", "NATU3" e "VIVT4". Grande chance de rodarem em 2017 se não começarem a melhorar. No resto ainda confio. Mesmo que algumas tenham "desempenhado" mal no ano.

O prometido aporte gigantesco de dezembro também veio. Oito mil e pouco reais, ou seja, o maior de todos os tempos. Janeiro vem mais uma grana extra. Já fevereiro a dezembro de 2017 verão aportes normais, mas agora num novo padrão, bem mais alto que 2016 pra trás.

"Ibov" subiu praticamente 39% no ano. Perdi "feio" (31,5%), mas em parte devido a só ter aportado muito mesmo nesses dois últimos meses, justamente meses de queda. Se eu apenas somasse as porcentagens - positivas e negativas - de cada mês, teria 35% e pouco de rendimento anual, o que seria aceitável.

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. ... Temo a crise política e as eleições 2018.

Números do mês:

"Ibov" caiu 2,71%.

Tenho hoje - 112.068,35 (carteira) + 788,01 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 112.856,36. Total de R$ 103.040,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 9.816,36 a mais que o total aportado. Mês passado era 10.912,12 a mais que aportei. Dá pra ver que perdi 1.095,76. Baixa de 0,93%. Num mês de baixa de 2,71%... Desempenho ótimo.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 60.227 pontos. Uns 7% a mais do que estava na minha estréia, quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 7%, minha carteira, 9,53%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 33%. E a poupança daria uns 30-36%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Ao menos já foi extremamente pior. 






A.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Avaliação de Novembro 16



Avaliação Final de Novembro


Deve ser o terceiro mês seguido que tomo quase 1% do "Ibov". 

Em mês que a bolsa sobe bastante acaba nem doendo muito, mas não foi o caso deste. Paciência! Se sobrar tempo, fim do ano ou em janeiro (férias parciais), darei uma revisada na carteira.

A boa notícia é que comecei a era dos aportes altos. Quase 4,5k este mês. Inclusive devo fazer um aporte gigantesco em dezembro. 

Também acabaram (praticamente) os gastos com a mudança de cidade. 2017 será um ano de aportes muito maiores em relação aos anos anteriores.

Torcendo como nunca para que 2017 seja tão bom quanto 2016. Medo do que as eleições 2018 podem fazer com meu dinheiro.

No ano, a bolsa assumiu uma boa dianteira sobre mim. São seis pontos percentuais de vantagem. Só acompanhei mesmo no primeiro semestre. Quantas vezes não pensei em comprar siderúrgica pra acompanhar o índice...

No mais:

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov"  caiu 4,65%.

Tenho hoje - 105.598,52 (carteira) + 158,00 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 105.756,52. Total de R$ 94.844,40 aportado desde que entrei. Significa que estou com 10.912,12 a mais que o total aportado. Mês passado era 17.096,65 a mais que aportei. Dá pra ver que perdi 6.184,53. Baixa de 5,56%. Num mês de baixa de 4,65%... Desempenho meio ruim.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 61.906 pontos. Uns 10% a mais do que estava na minha estréia, quase quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 10%, minha carteira, 11,9%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 32,5%. E a poupança daria uns 30-36,5%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi extremamente pior. 






A.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Avaliação de Outubro 16



Avaliação Final de Outubro


Que mês! "Ibov" acumulou praticamente 50% no ano. A alta deste mês foi tão significativa que nem consegui acompanhar. Perdi por 1% e pouco.

Vida em geral? Continuo na fase "mudança de ares". Pouco tempo. Apartamento (aluguel) novo, modesto como gosto. 

O começo da era de aportes altos ficará mesmo para fim de novembro ou início de dezembro.Torcendo como nunca que 2017 seja tão bom quanto 2016. Medo do que as eleições 2018 podem fazer com meu dinheiro.

No ano, meu desempenho continua quase igual. 50 a 47 pro "Ibov", digamos. 

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov" subiu 11,23%.

Tenho hoje - 106.439,91 (carteira) + 1.156,74 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 107.596,65. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 17.096,65 a mais que o total aportado. Mês passado era 7.459,74 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 9.636,91. Alta de 9,85%. Num mês de alta de 11,23%... Desempenho meio ruim.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 31.500,00 em renda fixa (Obs: tal valor é ilusório, pois tenho que comprar máquina de lavar, depositar caução do aluguel do novo apartamento, comprar passagens aéreas etc. ... Enfim, será um mês de gastos). Ou seja, no total, estou com quase 139.000. Deve cair para uns 133 mil ao fim do mês.

A bolsa "fechou" aos 64.925 pontos. Uns 15,4% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 15,4%, minha carteira, 18,9%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 32%. E a poupança daria uns 30-36%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi extremamente pior. Outra alta desta de 10% e eu praticamente já alcanço a inflação. É torcer.






A.

sábado, 8 de outubro de 2016

Avaliação de Setembro 16



Avaliação Final de Setembro


Mais um mês paradão, nem devia comentar nada. Minha vida, ao contrário anda movimentadíssima e, devido a isso, nem pude tirar os tradicionais prints, mas anotei os dados do mês.

A partir de dezembro, vou começar uma nova era de aportes altos. Tomara que isso acompanhe um período bom de altas consistentes, mas isso infelizmente já não depende de mim.

Como estou escrevendo em oito de outubro, já estou vendo a arrancada da bolsa este mês. Pena que nada pude aportar ultimamente. Tempo de mudança, inclusive de cidade. Tendo que comprar muita coisa imprescindível. Porém, é tudo pra ganhar uma remuneração bem maior, logo, vale a pena.

Talvez já mês que vem mate a saudade de aportar na bolsa. E talvez já em dezembro venha o primeiro aporte da nova era, bem maior que os anteriores.

Infelizmente perdi pro "IBOV" este mês. No mais, é repetir:


No ano, meu desempenho continua praticamente igual. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.
Números do mês:

"Ibov" subiu 0,80%.
Tenho hoje - 97.436,34 (carteira) + 523,40 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 97.959,74. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 7.459,74 a mais que o total aportado. Mês passado era 7.454,79 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 4,95. Alta de 0,005%. Num mês de alta de 0,8%... Desempenho ruim.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.000,00 em renda fixa. Ou seja, no total, estou com quase 125.000. Legal
A bolsa "fechou" aos 58.367 pontos. Uns 4% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 4%, minha carteira, 8,24%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de uns 31,5%. E a poupança daria uns 29-35%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi bem pior.

A.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Avaliação de Agosto 16



Avaliação Final de Agosto


Mês meio paradão. Paradona também será minha avaliação. Praticamente repito tudo que eu disse mês passado. 

Creio que a cautela do mercado é porque há dúvidas se Temer terá força e unidade política suficiente para passar o arrocho contra o povo.

O aporte foi pro TD. Tem sido assim boa parte do ano. Se rolar algum mês de queda na bolsa...

Quase segui o "Ibov", logo, pouco a reclamar. "BBAS3" foi ótima de novo.

No ano, meu desempenho continua praticamente igual. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov" subiu 1,03%.

Tenho hoje - 97.515,87 (carteira) + 438,92 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 97.954,79. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 7.454,79 a mais que o total aportado. Mês passado era 6.816,94 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 637,85. Alta de 0,66%. Num mês de alta de 1,03%... Desempenho regular.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.500,00 em renda fixa. Ou seja, no total, estou com quase 125.000. Legal

A bolsa "fechou" aos 57.901 pontos. Uns 3% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 3%, minha carteira, 8,24%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de uns 31%. E a poupança daria uns 29-35%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi bem pior.

Print's abaixo:








A.

domingo, 31 de julho de 2016

Avaliação de Julho 16



Avaliação Final de Julho


Continuo sem saber porque está subindo tanto. Acho que o otimismo internacional (Topo da Nasdaq e etc) ajuda. De qualquer forma, impossível reclamar dos meus 11,5%!

O aporte foi pro TD. E talvez vá de novo. 

Segui o "Ibov", logo, nada a reclamar. "BBAS3" foi quem mais me carregou.

No ano, meu desempenho continua levemente superior até. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov" subiu 11,22%.

Tenho hoje - 97.191,21 (carteira) + 125,73 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 97.316,94. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 6.816,94 a mais que o total aportado. Mês passado era 3.237,65 a menos que aportei. Dá pra ver que ganhei 10.054,59. Alta de 11,52%. Num mês de alta de 11,22%... Desempenho bom. 

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 22.000,00 em renda fixa. Ou seja, no total, estou com quase 120.000. Legal

A bolsa "fechou" aos 57.308 pontos. Uns 2% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 2%, minha carteira, 7,53%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de uns 28,5%. E a poupança daria uns 28-34%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi bem pior.

Print's abaixo:








A.