terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Avaliação de Janeiro de 17



Avaliação Final de Janeiro


Perdi para o "Ibov" por 1,25% este mês. Sei o porquê. Foi principalmente devido à tática de só comprar após baixas significativas. Assim, o maior aporte da minha vida - doze mil reais no início do mês - ficou parado e vai continuar.

Quando vou comprar? Quando/se bater 60k. Além de tática, há um pouco de "psicológico" nisso. Talvez minha carteira perca por 1% nas altas, porém, como acompanha quase toda a alta, não fico "chateado" com a alta. E se cair? Terá um lado bom também, já que poderei usar os 12 mil para comprar ações mais baratas.

Enfim, fico meio que feliz por um motivo ou por outro. O lado negativo é/será tolerável.

No fundo, torço até pra beijar os 60k. Sei que a tendência é subir. O Brasil certamente estará melhor em 2020 do que agora.

Repetindo uma observação (pra ficar registrado pela última vez): Parei de postar aqui cada operação, pois toma muito tempo

Fevereiro deve ter um aporte também, lá pro fim do mês. Eles tendem a ser pro fim do mês a partir de agora. Deve ser a metade do que foi em janeiro, mas já é alguma coisa.

Se a bolsa tornar a subir em fevereiro, devo perder pro "Ibov" novamente. Porém, não posso dizer que ficarei triste com altas.

No mais...

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. ... Temo a crise política e as eleições 2018.

Números do mês:

"Ibov" subiu 7,38%.

Tenho hoje - 119.752,82 (carteira) + 12.713,49 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 132.446,31. Total de R$ 115.000,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 17.446,31 a mais que o total aportado. Mês passado era 9.816,36 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 7.629,95. Alta de 6,13%. Num mês de alta de 7,38%... Desempenho fraco.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.500,00 em renda fixa. Meu patrimônio total hoje é cerca de 159 mil reais. Espero triplicá-lo nos próximos três anos. Vou confiar mais nos aportes que na bolsa...

A bolsa "fechou" aos 64.671 pontos. Uns 15% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 15%, minha carteira, 15,19%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 32,7%. E a poupança daria uns 31-34%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Ao menos já foi extremamente pior. 






A.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Avaliação de Dezembro 16



Avaliação Final de Dezembro


Venci o "Ibov" por 1,8% este mês. Perdi nos três anteriores. Se não tivesse sido um mês de queda até comemoraria...

Fiz a prometida reformulação, de leve, na carteira. Parei de postar aqui cada operação, pois toma muito tempo

Resumidamente: vendi as "PRBC e CMIG". Comprei "EGIE" e outras ações. Além disso, coloquei várias em "quarentena". Estão na berlinda: "HGTX3", "KROT3", "NATU3" e "VIVT4". Grande chance de rodarem em 2017 se não começarem a melhorar. No resto ainda confio. Mesmo que algumas tenham "desempenhado" mal no ano.

O prometido aporte gigantesco de dezembro também veio. Oito mil e pouco reais, ou seja, o maior de todos os tempos. Janeiro vem mais uma grana extra. Já fevereiro a dezembro de 2017 verão aportes normais, mas agora num novo padrão, bem mais alto que 2016 pra trás.

"Ibov" subiu praticamente 39% no ano. Perdi "feio" (31,5%), mas em parte devido a só ter aportado muito mesmo nesses dois últimos meses, justamente meses de queda. Se eu apenas somasse as porcentagens - positivas e negativas - de cada mês, teria 35% e pouco de rendimento anual, o que seria aceitável.

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. ... Temo a crise política e as eleições 2018.

Números do mês:

"Ibov" caiu 2,71%.

Tenho hoje - 112.068,35 (carteira) + 788,01 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 112.856,36. Total de R$ 103.040,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 9.816,36 a mais que o total aportado. Mês passado era 10.912,12 a mais que aportei. Dá pra ver que perdi 1.095,76. Baixa de 0,93%. Num mês de baixa de 2,71%... Desempenho ótimo.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 60.227 pontos. Uns 7% a mais do que estava na minha estréia, quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 7%, minha carteira, 9,53%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 33%. E a poupança daria uns 30-36%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Ao menos já foi extremamente pior. 






A.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Avaliação de Novembro 16



Avaliação Final de Novembro


Deve ser o terceiro mês seguido que tomo quase 1% do "Ibov". 

Em mês que a bolsa sobe bastante acaba nem doendo muito, mas não foi o caso deste. Paciência! Se sobrar tempo, fim do ano ou em janeiro (férias parciais), darei uma revisada na carteira.

A boa notícia é que comecei a era dos aportes altos. Quase 4,5k este mês. Inclusive devo fazer um aporte gigantesco em dezembro. 

Também acabaram (praticamente) os gastos com a mudança de cidade. 2017 será um ano de aportes muito maiores em relação aos anos anteriores.

Torcendo como nunca para que 2017 seja tão bom quanto 2016. Medo do que as eleições 2018 podem fazer com meu dinheiro.

No ano, a bolsa assumiu uma boa dianteira sobre mim. São seis pontos percentuais de vantagem. Só acompanhei mesmo no primeiro semestre. Quantas vezes não pensei em comprar siderúrgica pra acompanhar o índice...

No mais:

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov"  caiu 4,65%.

Tenho hoje - 105.598,52 (carteira) + 158,00 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 105.756,52. Total de R$ 94.844,40 aportado desde que entrei. Significa que estou com 10.912,12 a mais que o total aportado. Mês passado era 17.096,65 a mais que aportei. Dá pra ver que perdi 6.184,53. Baixa de 5,56%. Num mês de baixa de 4,65%... Desempenho meio ruim.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 61.906 pontos. Uns 10% a mais do que estava na minha estréia, quase quatro anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" 10%, minha carteira, 11,9%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 32,5%. E a poupança daria uns 30-36,5%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi extremamente pior. 






A.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Avaliação de Outubro 16



Avaliação Final de Outubro


Que mês! "Ibov" acumulou praticamente 50% no ano. A alta deste mês foi tão significativa que nem consegui acompanhar. Perdi por 1% e pouco.

Vida em geral? Continuo na fase "mudança de ares". Pouco tempo. Apartamento (aluguel) novo, modesto como gosto. 

O começo da era de aportes altos ficará mesmo para fim de novembro ou início de dezembro.Torcendo como nunca que 2017 seja tão bom quanto 2016. Medo do que as eleições 2018 podem fazer com meu dinheiro.

No ano, meu desempenho continua quase igual. 50 a 47 pro "Ibov", digamos. 

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov" subiu 11,23%.

Tenho hoje - 106.439,91 (carteira) + 1.156,74 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 107.596,65. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 17.096,65 a mais que o total aportado. Mês passado era 7.459,74 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 9.636,91. Alta de 9,85%. Num mês de alta de 11,23%... Desempenho meio ruim.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 31.500,00 em renda fixa (Obs: tal valor é ilusório, pois tenho que comprar máquina de lavar, depositar caução do aluguel do novo apartamento, comprar passagens aéreas etc. ... Enfim, será um mês de gastos). Ou seja, no total, estou com quase 139.000. Deve cair para uns 133 mil ao fim do mês.

A bolsa "fechou" aos 64.925 pontos. Uns 15,4% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 15,4%, minha carteira, 18,9%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de 32%. E a poupança daria uns 30-36%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi extremamente pior. Outra alta desta de 10% e eu praticamente já alcanço a inflação. É torcer.






A.

sábado, 8 de outubro de 2016

Avaliação de Setembro 16



Avaliação Final de Setembro


Mais um mês paradão, nem devia comentar nada. Minha vida, ao contrário anda movimentadíssima e, devido a isso, nem pude tirar os tradicionais prints, mas anotei os dados do mês.

A partir de dezembro, vou começar uma nova era de aportes altos. Tomara que isso acompanhe um período bom de altas consistentes, mas isso infelizmente já não depende de mim.

Como estou escrevendo em oito de outubro, já estou vendo a arrancada da bolsa este mês. Pena que nada pude aportar ultimamente. Tempo de mudança, inclusive de cidade. Tendo que comprar muita coisa imprescindível. Porém, é tudo pra ganhar uma remuneração bem maior, logo, vale a pena.

Talvez já mês que vem mate a saudade de aportar na bolsa. E talvez já em dezembro venha o primeiro aporte da nova era, bem maior que os anteriores.

Infelizmente perdi pro "IBOV" este mês. No mais, é repetir:


No ano, meu desempenho continua praticamente igual. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.
Números do mês:

"Ibov" subiu 0,80%.
Tenho hoje - 97.436,34 (carteira) + 523,40 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 97.959,74. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 7.459,74 a mais que o total aportado. Mês passado era 7.454,79 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 4,95. Alta de 0,005%. Num mês de alta de 0,8%... Desempenho ruim.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.000,00 em renda fixa. Ou seja, no total, estou com quase 125.000. Legal
A bolsa "fechou" aos 58.367 pontos. Uns 4% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 4%, minha carteira, 8,24%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de uns 31,5%. E a poupança daria uns 29-35%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi bem pior.

A.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Avaliação de Agosto 16



Avaliação Final de Agosto


Mês meio paradão. Paradona também será minha avaliação. Praticamente repito tudo que eu disse mês passado. 

Creio que a cautela do mercado é porque há dúvidas se Temer terá força e unidade política suficiente para passar o arrocho contra o povo.

O aporte foi pro TD. Tem sido assim boa parte do ano. Se rolar algum mês de queda na bolsa...

Quase segui o "Ibov", logo, pouco a reclamar. "BBAS3" foi ótima de novo.

No ano, meu desempenho continua praticamente igual. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov" subiu 1,03%.

Tenho hoje - 97.515,87 (carteira) + 438,92 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 97.954,79. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 7.454,79 a mais que o total aportado. Mês passado era 6.816,94 a mais que aportei. Dá pra ver que ganhei 637,85. Alta de 0,66%. Num mês de alta de 1,03%... Desempenho regular.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 26.500,00 em renda fixa. Ou seja, no total, estou com quase 125.000. Legal

A bolsa "fechou" aos 57.901 pontos. Uns 3% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 3%, minha carteira, 8,24%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de uns 31%. E a poupança daria uns 29-35%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi bem pior.

Print's abaixo:








A.

domingo, 31 de julho de 2016

Avaliação de Julho 16



Avaliação Final de Julho


Continuo sem saber porque está subindo tanto. Acho que o otimismo internacional (Topo da Nasdaq e etc) ajuda. De qualquer forma, impossível reclamar dos meus 11,5%!

O aporte foi pro TD. E talvez vá de novo. 

Segui o "Ibov", logo, nada a reclamar. "BBAS3" foi quem mais me carregou.

No ano, meu desempenho continua levemente superior até. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Continuo sem fazer ideia do futuro da bolsa. Dizem que estamos rompendo um canal de baixa que durava cinco anos. Se for por essa análise técnica parcial, os tempos serão outros.

Números do mês:

"Ibov" subiu 11,22%.

Tenho hoje - 97.191,21 (carteira) + 125,73 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 97.316,94. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 6.816,94 a mais que o total aportado. Mês passado era 3.237,65 a menos que aportei. Dá pra ver que ganhei 10.054,59. Alta de 11,52%. Num mês de alta de 11,22%... Desempenho bom. 

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 22.000,00 em renda fixa. Ou seja, no total, estou com quase 120.000. Legal

A bolsa "fechou" aos 57.308 pontos. Uns 2% a mais do que estava na minha estréia, pouco mais de quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" 2%, minha carteira, 7,53%. Mal resultado já que a inflação acumulada é de uns 28,5%. E a poupança daria uns 28-34%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi bem pior.

Print's abaixo:








A.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Avaliação de Junho 16



Avaliação Final de Junho


Por que caiu 10% mês passado e subiu 6% neste? Não sei 100%. 

O aporte do mês foi mero uso dos dividendos. Tive que pagar umas contas novas. Pelo menos foi uma boa compra de UGPA3's, que por algum motivo estavam valendo 66 e algo. Promoção. 

Mês que vem farei aporte gordo pra compensar, mas deve ser no "TD".

Pensei que ia perder feio pro "Ibov" em junho, até por ter ganhado bem mês passado e tal. Pra minha surpresa, embora minhas "campeãs" (EZTC3, GRND3, etc) tenham ido mal, o resto da carteira foi bem. 

No ano, meu desempenho ainda é quase igual, levemente superior até. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Futuro? Sei menos ainda.

Números do mês:

"Ibov" subiu 6,3%.

Tenho hoje - 87.138,73 (carteira) + 123,62 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 87.262,35. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 3.237,65 a menos que o total aportado. Mês passado era 8.067,72 a menos que aportei. Dá pra ver que ganhei 4.830,07. Alta de 5,86%. Num mês de alta de 6,3%... Desempenho regular negativo, digamos. 

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 20.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 51.523 pontos. Uns 8,5% a menos do que estava na minha estréia, uns quatro anos atrás. Por enquanto, "Ibov" -8,5%, minha carteira, -3,5%. Péssimo resultado já que a inflação acumulada é de uns 28%. E a poupança daria uns 27-34%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi bem pior.

Print's abaixo:








A.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

terça-feira, 31 de maio de 2016

Avaliação de Maio 16



Avaliação Final de Maio


Que maio horrível para a bolsa. Maior queda desde setembro de 2014. Não me pergunte o porquê disso, afinal, alguém esperava que tudo se resolvesse em um mês?! As perspectivas a médio e longo prazo são mesmo tão ruins assim? Seria o temor da lava-jato continuar causando instabilidade política?

Mesmo achando estranha essa queda, fato é que, no início do mês, preferi aportar meus 1.500 reais no "Tesouro Direto". Ou seja, poderia ter sido pior. O conservadorismo me ajudou dessa vez.

Minha alta exposição em "BBAS3", que caiu mais de 20%, complicou meu resultado. A heroína virou vilã. Mesmo assim, consegui uma das minhas maiores vitórias, senão a maior, sobre o "IBOV", mais de 3% de vantagem. No ano, meu desempenho é quase igual, levemente superior até. Como ano passado perdi várias vezes pro índice, fico "feliz".

Porém, este mês entrou uma porrada - 700 conto - de dividendo da "EZTC3". Ou seja, isso ajudou nesta vitória.

Outro consolo: não perdi os 100k patrimoniais. Mais pelos aportes que pela bolsa.

Números do mês:

"Ibov" caiu 10,1%.

Tenho hoje - 80.833,64 (carteira) + 1.598,64 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 82.432,28. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 8.067,72 a menos que o total aportado. Mês passado era 1.932,00 a menos que aportei. Dá pra ver que perdi 6.135,72. Baixa de 6,93%. Num mês de baixa de 10,1%... Desempenho excelente, pra falar a verdade. 

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 19.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 48.472 pontos. Uns 14% a menos do que estava na minha estréia, uns três anos e onze meses atrás. Por enquanto, "Ibov" -14%, minha carteira, -8,9%. Péssimo resultado já que a inflação acumulada é de uns 26,5%. E a poupança daria uns 26-33%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). Bom... Já foi pior.

Print's abaixo:








A.

sábado, 30 de abril de 2016

Avaliação de Abril 16



Avaliação Final de Abril


Ótimo mês para o Ibov e ruim para mim. Digo "ruim" porque tomei 2% do índice. Tava difícil acompanhá-lo. Siderúrgicas e mineradoras disparando. Não tenho muito papel do tipo.

Aportei R$ 1.500,00 em ações que espero que desempenhem bem em longo prazo.

Pelo menos estou com os tais 106k patrimonial. Acima de 100k é sempre bonito. Mais pelos aportes que pela bolsa.

O golpeachment veio mesmo para a felicidade geral do mundo financeiro. Achei que a bolsa ia se empolgar mais com isso. Temer prevê uma série de medidas pró-mercado. Seria o medo de uma reação do PT em 2018? Ou mesmo uma reversão do quadro até o fim do julgamento no Senado por um começo ruim do novo governo?

Números do mês:

"Ibov" subiu 7,7%.

Tenho hoje - 87.665,86 (carteira) + 902,14 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 88.568,00. Total de R$ 90.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 1.932,00 a menos que o total aportado. Mês passado era 6.773,91 a menos que aportei. Dá pra ver que ganhei 4.841,91. Alta de 5,78%. Num mês de alta de 7,7%... Desempenho bem ruim. 

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 18.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 53.911 pontos. Uns 4,2% a menos do que estava na minha estréia, uns três anos e dez meses atrás. Por enquanto, "Ibov" -4,2%, minha carteira, -2,13%. Péssimo resultado já que a inflação acumulada é de uns 26%. E a poupança daria uns 26-32%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3"). O consolo é... Já foi pior.

Print's abaixo:








A.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

2ª Operação de Abril 16

Tudo OC. Aportes e reformulação da carteira, como disse no post anterior.

- 200 GRND3 a 17,42.
- 100 WEGE3 a 14,35.
- 99 PSSA3 a 28,26.

Agora só mês que vem. Com Dilma ou sem.

A.

1ª Operação de Abril 16

Simplificação/reformulação da Carteira (consequentemente do IR em 2017).

Acho que o aporte mensal e o resultando das vendas vai tudo pra "BBAS3". Decido até o fim do dia.

É tudo OV (zerei posições):

- 120 CCRO3 a 14,10.
- 600 PTBL3 a 2,06.
- 500 ETER3 a 1,66.
- 32 ETER3 a 1,65.
- 40 VLID3 a 30,04.

A.

quinta-feira, 31 de março de 2016

Avaliação de Março 16



Avaliação Final de Março


Ótimo mês para o Ibov e razoável para mim. Parece que foi a maior alta mensal desde 2002. Também pudera... A chance de mudança nas diretrizes da economia aumentou significativamente.

"BBAS3" puxou meu resultado e também o do "Ibov". Fui quase nada melhor. Superei o Ibov em meio ponto. Se não fosse meu "ataque de mãe dinah político" teria sido mais de 1%. Enfim, melhor parar de apostar em "sentimentos de clima". 

Não houve aporte na bolsa este mês. Comprei uma pequena quantidade de título do tesouro apenas.

O mês foi tão bom e atípico que, somando tudo que tenho, pela primeira vez vi o tal do 100k patrimonial. Número bonito que vem mais de aportes do que da bolsa. Afinal, em 2012 as coisas estavam bem melhores. 

Vai ter impeachment, golpe, intervenção militar? Não sei. Só sei que parei com os "trades". Vamos ver o que vai acontecer. Se conseguirem comprar os apoios no Congresso, meus 100k devem sumir rapidinho. O último dia do mês foi bem feinho.

Números do mês:

"Ibov" subiu 16,97%.

Tenho hoje - 80.533,10 (carteira) + 1.672,99 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 82.226,09. Total de R$ 89.000,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 6.773,91 a menos que o total aportado. Mês passado era 19.000,47 a menos que aportei. Dá pra ver que ganhei 12.226,56. Alta de 17,47%. Num mês de alta de 16,97%... Desempenho regular. 

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 18.000,00 em renda fixa.

A bolsa "fechou" aos 50.055 pontos. Uns 11% a menos do que estava na minha estréia, uns três anos e oito meses atrás. Por enquanto, "Ibov" -11%, minha carteira, -7,6%. Péssimo resultado já que a inflação acumulada é de uns 26%. E a poupança daria uns 26-31%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3").

Print's abaixo:








A.